quinta-feira, 10 de março de 2011

Você sabe de onde vem o dinheiro que financia o carnaval brasileiro?

Você sabe de onde vem o dinheiro que financia o carnaval brasileiro?
Carnaval - Um negócio lucrativo

Querendo, leia também:

Enredo da Beija Flor - 1º Lugar - patrocinado por um ditador - quais os critérios para incentivo ao carnaval?

2015 - O ditador da Guiné Equatorial pagou 10 milhões de dólares para ganhar o enredo da escola. Foi justamente no quesito enredo que a Beija Flor venceu... 

Há anos pequenos grupos de cidadãos se mobilizam para tentar estabelecer critérios éticos para a realização da festa popular.

Charges e paródias denunciam. Pouco artigos sérios são veiculados. A midia aberta não comenta.



Empresas multinacionais arroladas em escândalos ambientais patrocinam. Agora, também ditadores estrangeiros? Não é sem razão que Kiko Nogueira pergunta: E se o estado islâmico patrocinasse, aceitaríamos, também?

Por Marise Jalowitzki
18.fevereiro.2015
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/02/enredo-da-beija-flor-patrocinado-por-um.html


----------------------------------------

Por Marise Jalowitzki
10.março.2011
http://compromissoconsciente.blogspot.com/2011/03/voce-sabe-de-onde-vem-o-dinheiro-que.html

Carnaval é uma festa que, a cada ano, recebe mais brilho, mais majestade, mais alegorias. Encanta a muitos. Aliena a milhões.

O carnaval recebe subsídios do governo federal, que repassa aos estados.

Os valores? Difícil saber os números exatos! Ao procurar, entra-se em sites dos estados, da federação, no portal da transparência, não há link. Este último, nem aceita perguntas (search), já está programado para atender somente a determinados temas.

Nos sites dos estado/prefeituras, quando se busca:

"Qual o valor dos recursos destinados a escolas de samba?"
a resposta é:
nenhuma resposta encontrada
nenhum dado encontrado
nenhum resultado encontrado

O dinheiro vem das seguintes fontes:

1- Recursos do governo Federal, que repassa para o Estado (Secretaria Estadual da Cultura) que repassa para a prefeitura

2 - Venda de ingressos nas escolas, ao longo do ano, para eventos que angariam fundos, como: feijoadas, ensaios ou rodas de samba, etc.

3- Subvenção da Liga das escolas de Samba (no RJ)

4- Dinheiro de um patrono (bicheiro ou empresário) Também correm soltos os comentários de que o tráfico subsidia algumas escolas

5- Venda de um enredo - por uma quantia equivalente a 50% do custo de um carnaval, qualquer pessoa física ou jurídica, pode pagar para uma escola de samba homenagear uma pessoa ou uma cidade.

De Fevereiro até Maio, as escolas de Samba ficam em aberto para o Carnaval do próximo ano. Tendo dinheiro é possível oferecer o enredo e este ser aceito por determinada escola.



Samba-enredo é patrocinado. Na foto, João Carlos Martins,
que foi samba-enredo da Vai-Vai,
campeã do carnaval em São Paulo.2011.
  

João Carlos Martins e Rainha da bateria da Vai-Vai - São Paulo

 



Neste ano de 2011, uma patrocinadora convidou o pianista, compositor e maestro João Carlos Martins para tornar-se o enredo de escola Vai-Vai, em São Paulo. Foi um belo e comovente desfile, que rendeu o título de escola campeã em 2011.

 
 " Recursos da Secretaria de Cultura do Rio serão destinados a...
Fevereiro 16, 2011
Rio de Janeiro - Duzentas e duas instituições, entre blocos, bandas, associações e federações - receberão recursos da Secretaria Estadual de Cultura para o carnaval deste ano. O edital de carnaval 2011 liberou R$ 797 mil e contemplou 64 agremiações a mais do que a lista do ano passado."

Carnaval é uma festa gigantesca que domina a cabeça, o corpo, a mente, os corações e o bolso de milhões de brasileiros. A cada ano as fantasias e os carros alegóricos ficam mais e mais luxuosos.

O carnaval, de festa popular, transformou-se em um grande negócio explorado por bicheiros, políticos, empresas de comunicações, fabricantes de cerveja e outros patrocinadores.

A Petrobras é uma das empresas que mais patrocina.

Acaba sendo uma parceria, com "troca de favores": cessão de determinado número de ingressos, dias especiais, lugares especiais, etc. É um mega negócio.

A cervejaria Schincariol, que no segundo semestre de 2010 respondeu por crime ambiental em Macacu, foi uma das patrocinadoras mais fortes em 2011, no Rio de Janeiro.

--------------
Dentro da escassa bibliografia sobre repasse de recursos, só para lembrar, transcrevo matéria de 2007:  

http://diariodorio.com/mas-lula-dinheiro-s-para-as-escolas-de-samba-do-grupo-especial/
Publicidade


Ontem, como muitos devem estar sabendo, o Presidente Lula anunciou que o Governo Federal faria através de empresas patrocinadoras, como a Petrobrás, o investimento de R$ 12 milhões nas Escolas de Samba do Grupo Especial.

O interessante, que todo o dinheiro foi para aquelas escolas que menos problema tem para conseguir capital, afinal, normalmente são as mais ricas. Vocês acham que Beija-Flor, Mangueira, Salgueiro realmente precisam tão urgentemente deste dinheiro? Claro, um pouquinho a mais é sempre bom, mas ligar sua imagem com uma escola campeã é investimento de marketing, nada que o Governo Federal precise gastar seu tempo (que custa dinheiro) para fazer.


Agora, se o investimento fosse nos Grupo de Acesso, estes sim que sofrem de um problema sério de falta de capital já que tem menos tempo de mídia, aí este dinheiro estaria sendo bem utilizado. Inclusive, poderia trazer sim mais emprego no mundo do carnaval carioca, já que faria uma grande diferença nestes "setores de base do carnaval".


Dar o dinheiro apenas para o Grupo Especial não passa de um golpe eleitoreiro em ano de eleição! Repito, se o objetivo fosse ajudar o dinheiro iria também para grupos de acesso!
--------------

Mais sobre carnaval, neste blog:
http://compromissoconsciente.blogspot.com/2011/03/brasil-terra-da-hipocrisia-resposta.html
http://compromissoconsciente.blogspot.com/2011/03/e-ja-se-foi-o-carnaval-e-mais.html

Querendo, leia também:
http://compromissoconsciente.blogspot.com/2012/02/carnaval-fevereiro-deus-februa-febre.html 



Carnaval - Fevereiro - Deusa Fébrua - Febre - Transe Coletivo

Carnaval brasileiro toma dimensões sempre maiores





Marise Jalowitzki




Escritora, pós-graduação em RH pela FGV, international speaker pelo IFTDO-EUA
Porto Alegre - RS - Brasil

2 comentários:

  1. O que mais aborrece é saber que o dinheiro de seus impostos que poderiam ser utilizados de maneira adequada, é destinado à um evento que não tem importancia nenhuma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu, particularmente, também não gosto de carnaval, principalmente por saber e ver o quanto os mais desprovidos são utilizados, mais uma vez, como massa de manobra, contribuindo o ano inteiro com seus parcos investimentos, em nome do amor pela escola a qual escolhem e se dedicam. Mas, paixão popular é paixão popular. Respeito. Infelizmente, nosso país não investe em educação e cultura para que muitas pessoas entendam e sintam que há coisas bem mais importantes do que expor o corpo e, depois, querer ser respeitado. Vivemos em uma era primeva, ainda. Carnaval, Festa da Carne, era uma festividade pagã que foi totalmente incorporada por muitas civilizações e países. Na Espanha, as pessoas se atiram em tanques de uvas, em trajes sumários, e se enrolam no "banho coletivo". Enfim, Fevereiro é um mês originalmente dedicado à Deus Fébrua, que, literalmente, tem a ver com Febre. Febre é sempre um estado de semi-transe, não é mesmo? O importante é não deixar isso tomar conta da vida toda, sob pena de ficar mais uma forma de prisão-alienação do povo desatento.

      Excluir