sexta-feira, 4 de setembro de 2015

TDAH e o risco de suicídio - A história comovente de uma mãe que salvou seu filho da morte







Tradução livre: Marise Jalowitzki
04.setembro.2015
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/09/tdah-e-o-risco-de-suicidio-historia.html


Alguém ainda duvida que psicotrópicos são drogas que precisam ser evitadas???
E que os riscos são muito maiores do que os eventuais (e temporarios benefícios?


Observa neste vídeo a história comovente de uma mãe que salvou seu filho da morte.

ASSISTA O VIDEO:
https://www.facebook.com/juannano.retamar/videos/vb.100000925357558/349093865131456/?type=2&theater 


Texto:
Meu nome é Quincy, sou educadora, professora e mãe de quatro filhos. Meu terceiro filho é um gemeo, tem 10 anos e, no colégio, eu recebia mensagens dos professores, dizendo que ele era hiperativo, que não parava quieto, que não conseguia concentrar-se. Eu não sabia o que fazer, assim, levei-o ao psiquiatra. E lhe receitaram Zoloft (sertralina - antidepressivo). Mas, depois de 4 dias tomando Zoloft, meu filho perdeu 2 Kg! Não tinha apetite, não queria comer. E pra tudo dizia apenas: "Valeu, mãe!" - "Valeu, pai, valeu!" E parecia um zumbi. No 6º dia eu disse:
- Vou parar com isto!
E isto foi tudo! Achamos que tinha acabado e que agora iria melhorar....

Dois dias depois, dois dias, estou na cozinha lavando os pratos e Jason saí pela porta e vejo que ele está passeando, andando de um lado para o outro, Então, resolvi saír e sentar-me lá fora, próximo a ele e o chamei para vir sentar-se comigo. Ele se levanto como se estivesse me ouvindo e atendendo a meu pedido, mas passou à minha frente e continuou andando. Jason se inclinou pesadamente em frente à piscina, pendeu sua cabeça e se deixou cair!!!

Eu me apavorei tanto, me desesperei tanto que gritei com ele, o recolhi em meus braços, o sustentei e lhe disse o muito que eu sentia por tudo aquilo, E me lembro dizendo-lhe:
- Perdão, meu filho, sinto muito, perdão, Jason!
Ele me olhou e me disse:
- Não é culpa tua, Mãe!
Ele me disse:
- Sei que só estavas tratando de ajudar-me!
E eu, tão somente o segurei em meus braços, e chorei, e rezei, e rezei por algo que eu não sabia! Ou seja, como assim, eu tenho que "acertar" meu filho? Esta era a resposta, só que eu não o estava ajudando, não o estava "ajustando", "acertando"! Eu o estava matando! Me sentia perdida, não sabia o que fazer!

No dia seguinte, ou mais ou menos isso, cheguei em minha casa e o video "Erro Fatal" estava no chão. Pensei que os gatos o teriam jogado ali, porque não entendi como ele poderia estar aí. Parei para olhá-lo e, assim que o vi, Senti a dor de tantas mães, senti muita pena delas, e o que tinham sofrido. Me indignei muito ao ver o que está passando e, ao mesmo tempo, me veio esta vontade de dizer ao mundo todo o que, realmente, está acontecendo com nossas crianças! Procurei adquirir mais alguns videos e dei de presente a familiares e amigos. Estou plenamente convencida que não darei mais nenhuma droga psiquiátrica a meu filho, nem à minha família, nem eu as tomarei. E este empenho na divulgação, junto com a minha posição pessoal, me deu a segurança que precisava para seguir adiante, com meu Jason sem drogas psiquiátricas.

Todos os dias nos inundam de comerciais e propagandas induzindo ao uso de drogas psiquiátricas. E não ouço nenhuma recomendação dizendo para não tomar psicotrópicos, nem avisos sobre os perigos dos efeitos colaterais.

também aqui: http://www.ccdh.info/



Leia também:



Sertralina - Zoloft e todos os antidepressivos - Riscos de Suicídio ou Suicidalidade, especialmente até os 25 anos



Por Marise Jalowitzki
21.fevereiro.2015




uma ínfima parcela de pessoas com depressão participam
de ensaios clínicos com antidepre
ssivos




Estudos clínicos de antidepressivos excluem a maior parte dos pacientes com depressão que estão no mundo real

Por Luís Fernando Tófoli
publicado neste blog em 17.julho.2015






TDAH Sem Medicação

A importância do acompanhamento médico na suspensão de psicotrópicos em crianças

Por Marise Jalowitzki



""Insuficiência Coronária Aguda devido a Doença Isquêmica do Coração pelo uso a
longo prazo de metilfenidato (Ritalina)"- Ritalin, em inglês. 
Dr. Ljuba Dragovic, o Chefe Patologista de Oakland County, Michigan


http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2014/11/protocolo-de-autopsia-morte-do-menino.html


 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

blogs:





Nenhum comentário:

Postar um comentário