sábado, 21 de fevereiro de 2015

Sertralina - Zoloft e todos os antidepressivos - Riscos de Suicídio ou Suicidalidade, especialmente até os 25 anos - Os pais sabem disso?


"Só posso entender a escalada das drogas como a ausência total das gerações que surgem por não poderem dar vazão à sua criatividade e manifestar seu grande potencial , intuitivamente procurando nas drogas algo que possa dar-lhes "asas" e a falsa sensação de liberdade...
sem contar o incentivo "dissimulado' e patrocinado pelos senhores da guerra...." (Carlos Henrique de Souza)


E, em crianças, uma tendência dos pais em acreditar que os benefícios imediatos superam os riscos!! E não é bem assim!

Garoto de 12 anos recebe indicação para tomar sertralina, após ritalina deixá-lo mal.
Qual a coerência nas prescrições?

"A FDA impõe que todos os antidepressivos, incluindo a sertralina, possuam um aviso "caixa negra" que refira que os antidepressivos aumentam o risco de suicídio em pessoas menores de 25 anos de idade. "




Por Marise Jalowitzki
21.fevereiro.2015


Um rápido diálogo:
"oi obrigado por me aceitar no grupo...tenho um filho q tem TDAH e nao estou conseguindo lidar muito bem ..ele tem 12 anos e tudo é dificil pra ele .. mas vamos tentando levar numa boa e com paciencia abraços e gratidao"

ele toma medicação? há quanto tempo? agora com 12 anos a situação tende a ficar um pouco mais agressiva-impulsiva, especialmente pela questão dos hormônios. Garotos chegam a ter 800% a mais de testosterona. Nem eles sabem o que fazer com tanta impulsividade e energia!

"oi Marise ..agora nao pois estava de ferias e o medico dá um tempo nas ferias. Mas ele toma sim, mas vejo que ele fica bem agitado e perde um pouco o sono..teve uma epoca q chegou tomar ritalina, mas é um remedio horrivel! Tomei um pra ver os efeitos e deixa a cabeça da gente um balão! Pedi pro medico parar...deixava ele mais nervoso do q ja é!

agora quando começar as aulas vai tomar sertralina."


não sei porque alguns médicos continuam dando este intervalo nos psicotrópicos durante as férias! Muitos especialista advertem sobre o perigo que é interromper bruscamente um tarja preta!

---------
Leia mais sobre, AQUI: Não Suspenda por conta própria uma medicação psicotrópica
----------
Amiga, sendo que ele teve este intervalo das férias (e ultrapassou isso...), por que não procuras um homeopata, floralista ou naturopata para tentar um Floral de Bach? Tantas mães tem relatado aqui no grupo os efeitos benéficos para seus filhos com o uso do Rescue, um composto indicado exatamente 
para questões de ansiedade, nervosismo, agitação, mesmo receio e medo."




A sertralina é um antidepressivo ISRS (inibidores seletivos da recaptação de
serotonina) e foi aprovada pela Food and Drug Administration - FDA em 1991 para as seguintes indicações: depressão maiortranstorno obsessivo-compulsivo, transtorno do stress pós-traumático, transtorno associado à tensão pré-menstrualtranstorno do pânicodistimiafobia socialtranstorno da ansiedade social e transtorno de ansiedade generalizada.

"A FDA impõe que todos os antidepressivos, incluindo a sertralina, possuam um aviso "caixa negra" que refira que os antidepressivos aumentam o risco de suicídio em pessoas menores de 25 anos de idade. 

Este aviso é baseado em análises estatísticas conduzidas por dois grupos independentes de especialistas da FDA, que encontraram um aumento de 2 vezes no comportamento e ideação suicida em crianças e adolescentes, e um aumento de 1,5 vezes na suicidalidade no grupo etário dos 18-24 anos.

Para a análise referida acima, a FDA combinou os resultados de 295 ensaios de 11 antidepressivos para indicações psiquiátricas, com vistas a obter resultados estatisticamente significantes.(...)

Os autores da análise efetuada pela FDA notam que "dado o grande número de comparações feitas nesta revisão, efeitos aleatórios são uma explicação plausível para esta diferença"

Os dados mais completos sobre sertralina, apresentados posteriormente pelo fabricante Pfizer, apontaram maior tendência suicida.

De maneira similar, a análise conduzida pela agência britânica Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency encontrou um aumento de 50% na hipótese de eventos relacionados com suicídio."

Ler na íntegra: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sertralina

Ela pode ser também encontrada com os seguintes nomes comerciais:
• Zoloft (o mais comum no mercado);
• Tolvon;
• Novativ;
• Serenata


http://www.portaleducacao.com.br/psicologia/artigos/40398/sertralina-para-que-serve#ixzz3SJXePvqp

--------------------

Querendo, leia também:

TDAH - Suicídio e Auto mutilação podem ser reações ao uso do tarja preta



Déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH e o uso de psicotrópicos, incluindo o metilfenidato

http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2014/05/tdah-suicidio-e-auto-mutilacao-podem.html 


-----------------------


Um comentário relevante:


Karen Casale Não aceito a medicação psicotrópica e outras para crianças... 
Gosto de ler seus posts conforta saber que há profissionais da área que compreendem e apoiam a não utilização(salvo casos específicos) de drogas em nossos filhos.Não desejo a dependência nem para as crianças e nem para os pais que sem muito conhecimento acatam logo a decisão do médico,psicólogo ou psiquiatra em usar psicotrópicos nos pequenos!!!Grande abraço para vc Marise Jalowitzki!!!

Marise Jalowitzki - sim, querida Karen Casale, sempre que os cuidados com alimentação, ambiente, vestuário, entorno, etc., forem condizentes, nenhuma medicação é necessária, salvo casos graves.

Agora, há outras alternativas, como os chazinhos, por exemplo, que são folhinhas conhecidas, trituradas e encapsuladas, ou diluídas, que podem auxiliar, especialmente neste mundão onde tantas famílias usam alimentos industrializados, que, reconhecidamente, alteram o bioritmo, devido ao uso de corantes, espessantes, acidulantes, conservantes, muitos deles verdadeiros venenos, como o Caramelo IV e tantos outros... aí, é sofrimento demais.





 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

blogs:


Nenhum comentário:

Postar um comentário