sexta-feira, 15 de maio de 2015

Importância da Vergonha para a Saúde Mental








As diferenças entre as pessoas sempre foram objeto de destaque, quase sempre destaque valorativo que ora superestima alguém (geralmente em detrimento de outrem), ora desvaloriza. Pior ainda quando compara, especialmente quando se trata de irmãos ou colegas, pessoas próximas, do convívio diário.

Bullying, apontamentos, vexames, humilhações.

Técnicos da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra lembram a importância das experiências positivas e de afeto na família e do quanto a vergonha, a humilhação, o sentir-se menor, afetam a autoestima, inibem e até incapacitam o indivíduo para o dia a dia, podendo levar a transtornos mentais sérios.

Críticas, ser desvalorizado(a) ("gordo", "feio", "ninguém gosta de tuas piadas"), zoado pelos colegas ("olha o jeito como ela ri", "fala direito! hahaha"), ser exposto(a), comparações (entre irmãos - "teu irmão é mais inteligente do que tu" -, colegas - "se o fulaninho consegue, com é que tu não consegues?" ), privação do cuidado ("ele tem de aprender sozinho como é a vida! Deixa quebrar a cara!"), tudo são fatores que tornam as pessoas vulneráveis. 
"O que pode levar, na idade adulta, frente a um fracasso ou rejeição, a uma incapacidade bastante ativada. Torna a pessoa vulnerável...depois a Vida faz o resto!" (Dr. Gouveia)


Iniba o bullying! Promova o respeito!

Importante video de 9 min
Investigação do CINEICC -  
Doutora Marcela Matos / Prof. Doutor José Pinto Gouveia 
Video Sic Noticias


https://www.youtube.com/watch?v=hb3EVfZ4w8Y 







"Quando há irmãos, as coisas se complicam ainda mais, pois a comparação é inevitável, o pai costuma ser aquele que aponta severamente, a mãe quem defende. Isso gera mais conflitos, pois os irmãos podem achar que o “errado” que “fica se fazendo” ainda é o “queridinho”. 
Quando os pais possuem um certo entendimento do que está acontecendo, devem explicar aos demais filhos, conversando com eles, explicando a diferença do timer do(a) mano(a), com amor e respeito. De qualquer maneira, não é fácil." (pág 173 - Capítulo 13 - Livro TDAH Crianças que Desafiam)


Quem de nós não passou por bullying? 

O que faz com que uns possam seguir com mais tranquilidade do que outros? 

Há situações em que o bullying pode ser contornado e só fortalece e "prepara" para a jaula social! 

O bullying, entretanto, tem de ter avaliadas as proporções, pois por vezes são abusos gigantescos! 

E, sim, quando a base existencial, que é a família, está presente em Amor e Atenção (como recebem aqueles que conseguem seguir), todo o demais passa a ser levado como aprendizado, como lição aprendida, não apenas um ataque que, geralmente, conduz a revides e vinganças..



Querendo, leia também:




Por Marise Jalowitzki
15.maio.2015
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/05/as-cinco-etapas-emocionais-de-criancas.html











Por Marise Jalowitzki
08.maio.2015










Por Marise Jalowitzki







Por Marise Jalowitzki
18.junho.2014




Uma menina de três anos com rosto
operado após ataque de três pitbull
 foi expulsa de um restaurante - USA


Por Marise Jalowitzki
16.junho.2014










Creio que este é um tema pouco abordado:
O quanto as crianças "sob tratamento"
são alvo fácil para descalabros!

Por Marise Jalowitzki
08.junho.2014









Todos temos necessidade de sermos
aceitos. As redes sociais são utilizadas
também como terapia, para aumentar
a auto estima, diminuir o medo de
contatar com alguém, mostrar a sua cara. 

Por Marise Jalowitzki
30.maio.2014











Instâncias de Ajuda - Os casos são
tantos que fica até difícil eleger qual
será mencionado! Pais precisam
munir-se de mais informações e
conhecimentos

Expulsão de Alunos ou "Convidado a se retirar"
Por Marise Jalowitzki


































Marise Jalowitzki
Compromisso Consciente

Escritora, Educadora, 
Idealizadora e Coordenadora do Curso Formação para Coordenadores em Jogos e Vivências para Dinâmica de Grupos,
Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela FGV,
Facilitadora de Grupos em Desenvolvimento Humano,
Ambientalista de coração, Vegana.
Certificada como International Speaker pelo IFTDO-VA-USA
marisejalowitzki@gmail.com 
compromissoconsciente@gmail.com 




Livro TDAH Crianças que desafiam 

Como Lidar com o Déficit de Atenção e a Hiperatividade na Escola e na Família
Contra o uso indiscriminado de metilfenidato - Ritalina, Ritalina LA, Concerta


TDAH Crianças que Desafiam - Marise Jalowitzki

http://tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/

Para adquirir pelo PagSeguro (frete free - R$ 35,00) clique AQUI

Para adquirir direto com a autora (frete free - R$ 28,00):
marisejalowitzki@gmail.com  



Nenhum comentário:

Postar um comentário