sábado, 12 de outubro de 2013

Vitamina D - Sol e Saúde


Sol, vitamina D e protetor solar - Sol que mata ou Sol que Cura? 

Os raios ultravioleta B – único comprimento de onda capaz de se transformar em Vitamina D – são bloqueados pelos protetores e bloqueadores solares.

Vitamina D - Sol e Saúde

Por Marise Jalowitzki
12.outubro.2013
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2013/10/vitamina-d-sol-e-saude.html

Cada vez mais o mundo precisa de pessoas responsáveis, que estejam engajadas na procura do bem comum, realizando ações que beneficiem a muitos, sem a estrita preocupação em obter apenas lucros e benefícios próprios.

Estamos na Primavera! Em um Mundo Sustentável, as pessoas vivem cada vez melhor, com menos. Elas tem consciência de que saúde é sinônimo de felicidade e de que quanto mais fortes e saudáveis estamos, melhor fica nosso ânimo, otimizam-se as relações interpessoais, menos gastos (particulares e públicos) com medicamentos e tratamentos.

Quero falar sobre a nossa responsabilidade com nossa própria integridade. E nossa simples relação com o meio ambiente. A maior fonte de vida no planeta chama-se... Sol! Sol é fonte de vida! Entretanto, com o nosso jeito moderno de viver, cada vez mais um maior número de pessoas não pega sol diariamente. Vivemos no interior de edificações, para a falta de luz, apertamos um interruptor, para o frio ou para o calor, aparelhos de ar condicionado. 



É admirável a resistência das pessoas maduras de nosso sertão. Elas vivem e andam, literalmente, de sol a sol... no sol! E, admirável, também, como elas enfrentam a vida dura e ainda conseguem sorrir!

Quanto maior o centro urbano, menos saúde.Até o tempo de nossos bisavós, quando ainda não existiam antibióticos e as transfusões de sangue e as cirurgias eram bem mais escassas, todos  reconheciam as propriedade curativas e preventivas do sol. Crianças, idosos e mesmo os doentes, eram levados para tomar o seu “banho de sol”. Agora, com a ampla divulgação de todos os perigos advindos da exposição ao sol, raios ultravioleta, radiação, câncer, envelhecimento da pele, tudo isso ficou pra trás...

Entretanto, segundo o Dr. Alexandre Feldman-SP, apesar de todas as recomendações e o vertiginoso aumento nas vendas de protetor solar, o índice de malanoma - um câncer maligno da pele – vem crescendo a cada ano. Aumento da poluição ou enfraquecimento de nosso sistema imunológico? Provavelmente as duas coisas. 

Um dos maiores protetores celulares, da pele e de todo o organismo, contra o câncer, é a vitamina D. E a vitamina D é fabricada na nossa pele a partir dos raios ultravioleta B do Sol! O Sol é a nossa principal fonte de vitamina D. Os raios ultravioleta B – único comprimento de onda capaz de se transformar em Vitamina D – são bloqueados pelos protetores e bloqueadores solares. Nós estamos vivendo, mundialmente, um período trágico na saúde da população devido à má compreensão da natureza e da necessidade dos raios ultravioleta B e da Vitamina D. – salienta Feldman. Só há um jeito de mudar isso: tomar sol com responsabilidade.

A Vitamina D possui papel importante na prevenção de uma série de doenças, como por exemplo:
§  Enxaqueca
§  Insuficiência da glândula adrenal
§  Mal de Alzheimer
§  Alergias
§  Doenças autoimunes, como esclerose múltipla e artrite reumatóide
§  Câncer de intestino grosso, mama, pele e próstata
§  Depressão
§  Diabetes
§  Intolerâncias alimentares
§  Hipertensão arterial e doenças cardiovasculares
§  Infertilidade
§  Distúrbios de aprendizado e distúrbios do comportamento
§  Cáries dentárias, dentes “encavalados”
§  Miopia
§  Obesidade
§  Osteopenia, osteoporose
§  Mal de Parkinson
§  TPM
§  Psoríase

Pesquisas científicas indicam que a deficiência de vitamina D possui influência na causa de 17 tipos de câncer, além de doenças cardíacas, derrame, diabetes, pressão alta, depressão e dor crônica. Isso não significa que a única causa dessas doenças seja a deficiência da Vitamina D, nem que você estará totalmente a salvo de contraí-las se apresentar níveis normais de vitamina D. Significa apenas que as múltiplas influências da Vitamina D na saúde não podem mais ser desprezadas.



A ciência já comprovou que com a vitamina D os ossos ficam mais fortes. O SUS – Sistema Único de Saúde já incorporou a distribuição da Vitamina D, especialmente para os que sofrem de artrite, artrose, osteoporose, reumatismo. Ela vem em gotas (óleo) ou em comprimidos. Entretanto, especialistas garantem que a potencialização da Vitamina D ocorre mesmo é na exposição ao sol por durante dez minutos/dia, mesmo que seja apenas nas pernas, ainda que cobertas por roupas de algodão, evitando áreas mais sensíveis, como o rosto, antebraço, colo. Ação conjunta sol-e-Vit D em cápsulas e-ou comprimidos.

Cientistas acompanharam mais de 30 mil pessoas hipertensas durante um ano. E aqueles que aumentaram o nível da vitamina no organismo passaram a ter menos hipertensão arterial, insuficiência cardíaca e infartos. Segundo pesquisas, cerca de 70% da população mundial (incluindo o Brasil) apresenta taxas inadequadas de vitamina D, substância que, dentro do corpo, trabalha como um hormônio. De acordo com o endocrinologista Geraldo Santana, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, "a deficiência de vitamina D é um achado frequente e também preocupante devido à importante ação da substância no organismo".

Ela é encontrada em ovos, cereais, leite, peixes e no próprio sol, é claro.

Estudos como da Dra. Susan Thys-Jacobs, diretora clínica do Centro de Metabolismo Ósseo do Centro Hospitalar St. Luke’s-Roosevelt da Faculdade de Medicina e Cirurgia da Universidade de Columbia em Nova Iorque, comprovam os benefícios da Vit-D contra a enxaqueca. Pesquisadores da Creighton University, nos EUA, conduziram um estudo duplo-cego (aleatório e controlado) durante 4 anos, administrando Vit.D3 em 1179 mulheres pós-menopausadas, que apresentaram incríveis 80% menos câncer que aquelas que não receberam esse nutriente.
“Estudos mostram que indivíduos mais expostos ao Sol ao longo de suas vidas têm melhores chances de sobrevivência frente à ação do melanoma, que indivíduos que passaram suas vidas evitando o Sol.” – salienta Feldmann.


Vitamina D e Esclerose Múltipla

O documentário "Vitamina D -- Por uma outra terapia", produzido entre 2011 e 2012, conta a história de seis portadores de doenças autoimunitárias (a maioria com esclerose múltipla) que tiveram suas vidas transformadas por um tratamento à base de vitamina D. Com direção de Daniel Cunha, jornalista, portador de esclerose múltipla e beneficiário do tratamento, a produção do filme surgiu da necessidade de compartilhar esse conhecimento com outros portadores, seus familiares e conhecidos, profissionais da saúde, estudantes de medicina e interessados em geral. Todas as explicações científicas são do Neurologista Dr.Cícero Galli Coimbra, que é também diretor do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade (“Instituto de Autoimunidade”), criado em 2011 para tratar pacientes que apresentavam manifestações autoimunitárias, e que foram beneficiados com o tratamento. Atualmente essas pessoas possuem um nível normal de qualidade de vida, mantendo-se livres das agressões do sistema imunológico, ao ponto de considerarem-se ex-portadores da doença. Elas participam da direção do Instituto de Autoimunidade, idealisticamente empenhadas em viabilizar o mesmo benefício para outros pacientes, especialmente os mais carentes.

Enfatiza-se que não se trata de um tratamento alternativo, mas de fato de reconstituir o mecanismo que a própria natureza desenvolveu com o objetivo de evitar a agressão autoimunitária contra o próprio organismo.
Em vista do conflito com interesses relacionados ao comércio de medicamentos (que mensalmente movimenta somas bilionárias) que atravanca a absorção desses conhecimentos mais recentes pela comunidade médica, o Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade assume já como força motriz inspiradora de suas atividades, desde a sua fundação, o fundamental compromisso de difundir as bases desse tratamento para outros profissionais médicos, para que se tornem também eles elementos difusores dessa terapia, dessa forma contribuindo para o encurtamento do tempo que será gasto para que um número maior de pacientes sejam beneficiados.
Salienta o Dr. Cícero Galli Coimbra, que é também Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo: “É profundamente lamentável que milhares de pessoas jovens, em todo o Brasil, portadoras de esclerose múltipla, estejam tornando-se cegas e paraplégicas apenas por falta de uma substância que poderia ser administrada sob a forma de gotas, em uma única dose diária, o que lhes devolveria a perspectiva certa de uma vida normal. Não há justificativa para não corrigir-se qualquer alteração ou deficiência metabólica que possa ser corrigida, mesmo na ausência de sinais clínicos detectáveis de possíveis consequências danosas à saúde. Fazê-lo é obrigação! Não fazê-lo pode ser encarado como negligência ou resultado de desinformação. O médico não pode deixar sob risco a saúde do paciente que o procura, mesmo para prevenção. Prevenção é e será sempre a melhor abordagem, seja de forma individualizada, ou como política governamental de saúde pública”.
Vitamina D fortalece os ossos


É pensamento compartilhado por todos os membros da diretoria do Instituto de Autoimunidade, que os sentimentos e percepções que devem nortear o tratamento dos pacientes afetados por essas e outras doenças são o senso humanitário, a capacidade de empatia e a genuína vontade de auxiliar, ajudar, servir, minorar o sofrimento e restabelecer a saúde. 

Nesse sentido, impõe-se radical mudança de paradigma de investigação e tratamento, abandonando-se o foco no exclusivo uso crônico de drogas que, por seus efeitos colaterais, deterioram a qualidade de vida do paciente, além de colocarem em risco sua integridade física e sua vida, sem perspectiva de uma solução em qualquer prazo. Como novo paradigma a ser buscado, qualquer padrão de comportamento, alteração ou distúrbio metabólico que potencialmente contribua para o desencadeamento, sustentação e/ou agravamento da doença deve ser identificado e corrigido, sempre que essa correção for possível, com o objetivo de alcançar o desaparecimento dos sintomas, a solução do problema e a libertação do uso crônico de medicamentos.” (Cícero Galli Coimbra
- Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade – SP)








Leia também:
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2010/11/os-10-alimentos-mais-saudaveis-viva.html

OS 10 ALIMENTOS MAIS SAUDÁVEIS
Por Marise Jalowitzki




 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista.Especialista em Desenvolvimento Humano, defensora de uma infância saudável, antimedicalização. Escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 
blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade


Clique aqui e adquira

Outros livros publicados:
Clique aqui e conheça
 



3 comentários:

  1. itaminas são importantes. Como a 'vitamina' D é um hormônio e o papel do sol na produção deste hormônio é essencial, qual o tempo a se ficar no sol? E qual horário é o mais indicado? Pergunto pois tenho um site sobre vitaminas e não quero passar informações erradas ou danosas a meus leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo dr lair Ribeiro 20 min no sol de meio dia produz 20 mil ui de vitD

      Excluir
  2. Segundo dr. Lair Ribeiro 20 min do sol de meio dia produz 20.000ui

    ResponderExcluir