segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Educação Sexual nas Escolas - Cartilhas do MEC -



Ilustração do livro de Marcos Ribeiro - Mamãe, como eu nasci? - Distribuído pelo MEC para crianças das séries iniciais
Pais precisam acompanhar os conteúdos a que seus filhos tem acesso nas escolas. A Escola é fonte de educação e aquisição de conhecimento, mas não substitui a força e a base da família. E, sempre que necessário, a família tem de interferir, sugerindo melhorias, auxiliando nas decisões e até mesmo, barrando aquilo que julgar inconveniente ou fora de contexto.


Educação Sexual nas Escolas - Cartilhas do MEC


Por Marise Jalowitzki
23.setembro.2013
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2013/09/mpf-recomenda-suspensao-imediata-da.html

Depois que o amigo Sérgio Roberto Torres compartilhou um video contendo a palestra da Assessora Jurídica de uma ong Damares Alves, com sede no Senado, saí a procurar novas informações, considerando que a palestra utiliza alguns dados mais antigos e por vezes, destorcidos e - é claro - recebeu muitas críticas por isso. No compromisso com a procedência e pertinência, continuo buscando mais fatos relevantes sobre esta realidade a que nossos pequenos estão sujeitos dentro de sala de aula. Até onde é conhecimento e informação? Até onde é indução?

A amiga Luciana Ribeiro tem divulgado denúncias e alertas há meses. Vou solicitar tais links para compilar mais textos elucidativos.

Há várias informações que precisam ser publicadas e colocadas a valores ínfimos nas mãos de educadores e pais. Precisamos mobilizar grupos de palestrantes, que se disponham a participar de reuniões de pais e mestres em escolas, para divulgar essas informações de forma isenta, sem atacar este ou aquele partido, religião ou ideologia. Auxiliando os adultos a pensar no que estão fazendo (e deixando fazer) com seus filhos. O que está em jogo é a formação de nossas crianças e adolescentes, incluindo a própria vida. A luta é imensa, mas precisa ser "atacada" de uma forma menos xingativa, mas sempre contundente. O que não dá é ficar parado. É o que penso.

Sendo a intenção educar as crianças, PORQUE não investir em reuniões com os pais e professores, promovendo conversas sérias - algumas mesmo com a presença das crianças e adolescentes -. Uma cartilha pura e simples, não substitui a interação, a troca de ideias e opiniões! 

As cartilhas distribuídas pelo MEC, em qualquer tempo, precisam ser analisadas com atenção, levando-se em conta as realidades das comunidades, nas diferentes regiões. Entre as cartilhas que estou lendo, há uma, por exemplo, que leva o título de Coisas Importantes. Tipo uma agenda. Só que Confidencial. Todos os humanos somos parte de um contexto. Ler e escrever "às escondidas", guardar em lugar onde ninguém tenha acesso, faz parte de um experimento de independência da adolescência. Mesmo assim, há que analisar a maturidade do adolescente, suas companhias, onde passa seu tempo, quanto tempo fica fora de casa, quais os interesses; "Esconder" dos pais, mesmo sendo um aditivo da experiência do adolescente, quando incentivado pelo próprio material didático fornecido pela escola,  concede um apelo de proibido e escuso. 

“Olha, ele fica duro! O pênis do papai fica duro também?
Algumas vezes, e o papai acha muito gostoso. Os homens gostam quando o seu pênis fica duro.”
“Se você abrir um pouquinho as pernas e olhar por um espelhinho, vai ver bem melhor. Aqui em cima está o seu clitóris, que faz as mulheres sentirem muito prazer ao ser tocado, porque é gostoso.”
“Alguns meninos gostam de brincar com o seu pênis, e algumas meninas com a sua vulva, porque é gostoso. As pessoas grandes dizem que isso vicia ou “tira a mão daí que é feio”. Só sabem abrir a boca para proibir. Mas a verdade é que essa brincadeira não causa nenhum problema”.
São trechos do livro “Mamãe, Como Eu Nasci?” de Marcos Ribeiro.

"Só sabem abrir a boca para proibir."  Gente, isso é frase que se imprima em uma cartilha? Qual a orientação que se dá a uma criança ou adolescente com uma frase dessas? A própria orientação do MEC induz os pequenos a um distanciamento com os pais, colocando-os em contraposição a eles e ao que eles dizem. Sim, está claro que a intenção do autor é "fazer de conta que é o próprio aluno que está escrevendo. Sim, está claro que a intenção é fazer com que a criança-adolescente "sinta" que foi ela quem escreveu aquilo, porque é assim que a maioria deles pensa. Sim, muitos adolescentes pensam assim, mas isso não deve ser estimulado (mesmo sendo comum), nem deve ser "vendido" como algo natural ou normal. A razão de tantos conflitos sociais está, primordialmente, na falta de diálogo entre os membros da família! É preciso, sempre, estimular o diálogo e a abertura na comunicação e na otimização afetuosa do cotidiano familiar e educacional.

Educação Sexual nas Escolas - Imagem do livro de Marcos Ribeiro - Mamãe, como eu nasci? - Distribuído pelo MEC - o video foi excluído da internet, direitos autorais garantidos ao autor - meninas e meninos recebem a cartilha nas séries iniciais


 A decisão do MPF ocorreu em 2009. Continuo pesquisando para dar maior fundamentação ao tema.)


MPF recomenda suspensão imediata da distribuição de cartilhas sobre sexo - 15/09/2009
17:13:21 - Devido a suspeitas de conteúdo inadequado, prefeitura e ONG Tucuxi devem promover debates antes de distribuir cartilhas - por MPF-RO fonte: http://www.prro.mpf.gov.br - criado em 23/09/2013 -

O Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) recomendou à prefeitura de Porto Velho e à Organização Não Governamental (ONG) Tucuxi a suspensão imediata da distribuição de cartilhas sobre educação sexual destinadas a adolescentes e jovens. Após analisar as publicações e receber queixas de pais e religiosos, o MPF expediu a recomendação para suspensão da distribuição e também para a realização de audiências públicas com pais, pedagogos, médicos, entidades representativas da comunidade e instituições religiosas para debater o conteúdo das cartilhas. O município e a ONG Tucuxi têm prazo de cinco dias para informar ao MPF sobre os procedimentos adotados a partir da recomendação. As cartilhas são intituladas “Centro de Referência de Combate à Violência e a discriminação contra LGBTs”, “Guia do Multiplicador - Manual de Prevenção de DST\HIV\AIDS”, “Menino esperto vive melhor” e “Menina esperta vive melhor”. As cartilhas foram apresentadas recentemente pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e, segundo o MPF, “veicula conteúdo cujo acesso, de modo indiscriminado, pode implicar danos à progressiva educação da criança”. Na recomendação, o procurador da República Ercias Rodrigues de Sousa argumenta que “todas as cartilhas trazem conteúdo explícito sobre sexo e homossexualidade, o que, apesar de ser de abordagem necessária, deve ser manejado de forma delicada, em especial quando se trata de crianças e adolescentes, de modo a educar por meio do acesso gradativo e de abordagem adequada aos temas adultos, evitando-se desgastes entre a educação realizada por meio da escola e aquela realizada no seio familiar” http://www.prro.mpf.mp.br/print.php?id=239


Leia também:
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2013/12/educacao-sexual-nas-escolas-2013-pais.html

Educação Sexual das Escolas - 2013 - Pais, observem o que seus filhos recebem como orientação e entrem em contato com a escola, sempre que necessário! 

Por Marise Jalowitzki
02.dezembro.2013

Crianças são serzinhos em formação. Precisam de orientação digna de pais e educadores. Entrem em contato com a escola, sempre que necessário!

Esta ilustração constou em uma prova para crianças da 1ª série do ensino fundamental da rede municipal de Curitiba, em novembro de 2010. 16 mil crianças! Quem indeniza o estrago?





Conheça também as Cartilhas e os videos produzidos pelo MEC e que foram objeto de tanta polêmica, a ponto de serem recolhidas. Depois de todo o escândalo envolvendo as Cartilhas do MEC, como o Caderno das Coisas Importantes - Mamãe, como eu Nasci? - além dos videos, como os professores desenvolvem a disciplina continua sendo orientação de cada estado e prefeitura.


Marise Jalowitzki
Compromisso Consciente

Escritora, Ambientalista de coração,
Educadora, Coordenadora em Dinâmica de Grupos,
Pós-Graduação em RH pela FGV,
International Speaker pelo IFTDO-VA-USA
compromissoconsciente@gmail.com.br 






51 comentários:

  1. É um absurdo que isso esteja acontecendo! É o fim do mundo mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Há mais! O descaso e a falta de responsabilidade nas revisões ultrapassam os limites morais, sem que ninguém seja punido. Vez por outra, uma exoneração pontual, e só! Realmente, vergonhoso!

    ResponderExcluir
  3. Mas que merda é essa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. talvez eu aprofunde algumas ocorrências pontuais, regionais, que mostram barbaridades a que ficam expostos os alunos da rede pública! Isso do que chega à mídia!

      O que fica evidente - E GRAVE - é a pouca ou inexistente supervisão do que vai ser incutido na mente dos pequenos neste país!!!

      Excluir
  4. Absudo????? Vocês são um bando de quadrados!!!! Ainda veem sexo como tabu! A sexualidade é despertada qdo criança e não vejo nada de absurdo nisso. Se voces fogem dos tema com seus filho cabe ao Estado mesmo a educar. O uso da camisinha, o sexo seguro evita doenças e gravidez precoce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não sei nem o que responder pra vc minha mente n foi capaz de processar nada

      Excluir
    2. Edu, Valeria, Cavaleiro. Respeitando a opinião e a formação de cada um, ratifico: uma cartilha por si só não faz diferença. Cada um entende de seu jeito, baseado em sua própria formação.
      Os pais dão aquilo que podem, se não receberam, como poderão repassar? Onde estão os pais neste processo da escola como centro formador? Não vi nenhum movimento de inserção!
      E, ratifico, um programa que coloca o adulto como um "ser do mal" ("só sabem abrir a boca para proibir!") não é um programa sério. Apenas aumenta a distância entre pais e filhos, crianças e educadores. O que o ministério quer? Cisão ainda maior?
      E, aqueles que conhecem o interior de todos os nossos estados, sabe bem do que estou falando. Há realidades muito tradicionais, costumes arraigados, força das religiões. Tudo não pode ser jogado em vala comum e coberto como se não existisse!
      Muito grata pela visita ao blog.

      Excluir
    3. Valéria, me desculpe, mas você deixaria qualquer pessoa ensinar seu filho ou sua filha como funciona o sexo ou este papel é de sua responsabilidade?

      Este papel é seu, do seu marido e não do Estado.

      Se existem pais "quadrados" os Programas Sociais devem ser direcionados aos pais e com um apelo forte do governo, não simplesmente impresso em uma "Cartilha" e tá tudo certo.

      Eu acredito que este tema que deve ser abordado pelos pais com seus filhos. Se devemos fazer algo pela educação sexual deles é através de suas maiores fortalezas, os pais.
      Os Pais é que devem receber orientações de como proceder, gradativamente com as dúvidas à medida que estas vão surgindo, ou seja, respeitando o desenvolvimento individual das crianças e evitando uma iniciação prematura da sexualidade.
      O segredo é o diálogo constante entre pais, filhos e educadores. Isto não deve ser papel exclusivo da escola.
      Muitos dos pais não estão preparados sequer para eles mesmos, imagine o conflito interno gerado na família se uma criança recebe este teor de informação inadequado sua faixa etária ou evolução social e sexual individual.
      Se a cartilha fala que é gostoso, que não acontece nada, que os pais so querem proibir, eles vão querer experimentar não é? De preferência longe dos pais. É aí que mora o perigo.
      O teor da cartilha é delicado demais para ser colocado em um padrão. Não se pode padronizar e didaticamente aplicar tal teor sem considerar as imensas diferenças sociais, culturais e religiosas existentes.
      Achei muito pesado, inadequado para determinadas idades. Existem outras formas de dosar informações à medida que a maturidade de crianças e adolescentes crescem, e repito, isto é e sempre foi papel exclusivo dos pais e responsáveis e não unicamente da escola.
      Um programa para pais e educadores sobre sexualidade eu concordo, mas deixar na mão única e exclusiva de professores esta responsabilidade eu repudio. Jamais aceitarei este tipo de educação para minhas filhas. Este é o meu papel e não do governo.

      Excluir
    4. é um absurdo sim!!!! linguagem tosca/grosseira, imagens obscenas, imagem maldosa incentivando sexo com animais?? É assim que nossas crianças devem ser educadas? Muitos pais tem dificuldade em falar de sexo com filhos, ninguém nasce sabendo ser pai e mãe, mas daí vir um idiota passar por cima da autoridade deles e falar com seus filhos de qualquer maneira é rídiculo.
      Não tenho filhos, mas já fui criança e pré adolescente e sei que é importante obter informação..tive aula sobre corpo humano, doenças sexuais, respeito ao modo de vida dos outros sem precisar de cartilhas desse tipo, pôr cadê o bom senso?? São crianças de 8 e 10 anos!!!
      O governantes desse país não veem outro modo de investi no futuro senão falando apenas sobre sexo... pois o que esperam é meninas grávidas cada vez mais cedo, aumento de doenças sexuais entre adolescentes, sexo desenfreado, todo mundo usando droga, então vem a sacada de gênio.. não tem problema o tipo de jovem e adulto daqui uns anos, eles já traçaram o perfil deles o problema é dá prejuízo aos cofres públicos.. use o que quiser e faça o que quiser mas não adoeça táh!!! Até porque o governo fez a parte dele distribui essas cartilhas! Brasil assim será país de primeiro mundo!!!

      Excluir
    5. Unknown, você tem toda razão...faço das suas palavras as minhas.

      Excluir
    6. Cara "R-Evolução Anti Pedofilicos" - Retirei seu comentário por conter link, o que redireciona automaticamente para fora deste artigo (sistema do blogspot). Assim, transcrevo todo teu rico depoimento aqui, retirando apenas o www.

      Muito grata! Desejo sempre Melhores Dias!

      "R-Evolução Anti Pedofilicos" escreveu:
      “R-Evolução Anti Pedofilicos”6 de dezembro de 2013 08:37
      ALERTA do “R-Evolução Anti Pedofilicos”

      É exatamente ISSO que os pedofilicos estavam esperando gente!
      Uma vez que as crianças são estimuladas precocemente a explorar práticas sexuais, os pedofilicos podem ALEGAR que as mesmas QUERIAM praticar sexo com eles!!!
      As crianças, sem saber do perigo a que estão expostas, se oferencem indiretamente para serem abusadas e isso AGRAVA O SENTIMENTO DE CULPA nas vítimas.
      No passado, a “Teoria da Seduçao” de SIGMUND FREUD foi usada para justificar os abusos a crianças. Agora que isso foi deflagrado, as elites pedofílicas estão buscando novas formas de atingir seus objetivos, usando nossos governos CORRUPTOS para introduzir uma nova forma de abusar sexualmente de crianças, através da “educação sexual”.

      Existe uma idade apropriada para ensinamentos sobre sexualidade e práticas sexuais e não é nos primeiros anos de vida da criança e nem de forma escancarada.

      Visitem o site “R-Evolução Anti Pedofilicos” para conhecer quem sou e o monstro que adora ensinar práticas sexuais a crianças.
      Eu fui estimulada a “aprender” sobre praticas sexuais justamente pela pessoa que eu mais confiava (meu pai), em idade em que eu não estava amadurecida nem física, nem psicologicamente. Os danos foram horriveis e tiveram repercuções sérias que requereram grande esforço para remediar os traumas.

      Ajude a combater o uso destes livros na escola de seus filhos e ajude a proteger a inocência das crianças.

      Obrigada em nome da vítimas e sobreviventes de abuso sexual na infância.

      “R-Evolução Anti Pedofilicos”

      r-eap.org

      Facebook: reapnews.reapnoticias "

      Excluir
    7. bem acho que sexualidade tem que sim ser abordada com os adolescentes mais de forma correta e não assim com essas imagens textos e instruções como assim? dizer a uma criança a qual essas cartilhas foram destinadas que elas devem transar achar um ponto G na vagina ou se masturbar crianças tem que brincar como crianças e não fazer sexo ou coisas do tipo

      Excluir
    8. Plenamente de acordo! Já estamos vendo no dia a dia em que esá resultando esta 'crença' de fazer das crianças adultos precoces. Toda a Natureza se desenvolve em ciclos. E, a cada ciclo, determinadas características, ações, aptidões.

      Excluir
    9. Imagens chocantes nunca mais saem da cabeça de uma criança.
      Muitas vão comer frango achando que o mesmo foi estuprado
      pelo fazendeiro. Isso sim é que é psicologia...

      Excluir
    10. Outro dia tive acesso a mais uma cartilha tão grosseira quanto as demais. Ainda não tive estômago para publicar. Sério, um ministério (da educação) que vê o sexo de uma maneira tão grotesca, é mesmo de chocar! E pra refletir, que tipo de educação, que modelo de cidadão pensam em formar!!

      Excluir
    11. O estado não tem direito naum. Até porque qdo não tenho dinheiro pra um remédio para meu filho o estado não interfere, salvo se eu acionar a justiça. Eles estão invadindo a esfera privada da família. E se começaremm a endinarensinar wueque eé nnorma sua filha de 8 anos casar com um homem de 60? Já existem países com essa doutrina. Vc não é mãe. Qdo for vai imaginar a dor só de pensar em alguém manipulando a cabeca de seu bebê.

      Excluir
  5. Hoje coloquei mais um artigo sobre o tema, intitulado: Educação Sexual nas Escolas - 2013 - Pais, observem o que seus filhos recebem como orientação (como o google retirou o meu gadget de busca, please, caso interessar, procure no índice pela data (02.dezembro.2013) Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Marise,

      Boa tarde!
      Parabéns pela mobilização do assunto que é difícil de ser abordado pelos educadores brasileiros!!
      Você disse tudo: " uma cartilha não substitui a troca de ideias entre os alunos, os professores e as famílias que carecem de ser ouvidas pelo poder público ..."
      Parabéns pelos esclarecimentos dignos de serem debatidos nas faculdades que ministram os cursos de Pedagogia no Brasil!!
      Sucesso pra amiga da natureza!!
      Luciana Ribeiro

      Excluir
  6. Agradeço a todos e todas que visitam o blog e, mais ainda, por deixarem seus comentários.

    Informo que aqueles comentários de caráter claramente ofensivos e com ouso de palavrões, serão excluídos!
    Podemos divergir nas ideias, visões e percepções, mas temos como premissa exercitar a dignidade na expressão. Ao sermos contra o sistema educacional que aí está, temos de demonstrar isso em nosso cotidiano!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. NÃO INTERESSA SE FOI DISTORCIDO AS PALESTRAS, SE SÃO COISAS ANTIGAS, OU QUE FORAM AUMENTADO QUALQUER INFORMAÇÃO, O QUE REALMENTE IMPORTA, É QUE ESSAS DROGAS DE CARTILHAS ESTÃO SENDO DISTRIBUÍDAS, E NINGUÉM TA FAZENDO NADA... A NÃO SER ACEITAR " SEM ACEITAR ".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jeferson, se sabes de alguma escola ou cidade que esteja utilizando ainda as cartilhas, entra em contato comigo através do e-mail compromissoconsciente@gmail.com

      Desde já, Gratidão!

      Excluir
  8. Anônimo
    AS CARTILHAS PORNOGRÁFICAS NÃO DEVEM SER DISTRIBUÍDAS PARA NENHUMA ESCOLA, PARA NINGUÉM, SE QUISERMOS SOCORRER, DE ALGUMA FORMA, PARA A PROTEÇÃO DO MORAL DAS NOSSAS CRIANÇAS, QUE JÁ ESTÃO CONTAMINADAS COM TANTAS IMUNDÍCIAS TRAZIDAS PELA MÍDIA, COM PROGRAMAS INDISCRIMINADOS, NÃO SELECIONADOS PARA ELAS. ISTO NAS RESIDÊNCIAS, NAS ESCOLAS, ONDE ELAS FICAM A MAIOR PARTE DO TEMPO, PROCURANDO OS PAIS BOA EDUCAÇÃO PARA SEUS FILHOS. INFELIZMENTE, SABE-SE QUE EXISTEM REVISTAS PORNOGRÁFICAS VISTAS PELOS ALUNOS QUE CONTAM PARA A MÃO QUE VIU (NO ANTIGO PRIMÁRIO). É UM ABSURDO O MEC QUERER O ENVIO DESTAS IMUNDÍCIAS PARA AS CRIANÇAS DE 8 A 10 ANOS, (OU QUALQUER IDADE), CUJO AFETO NATURAL, A PUREZA, JÁ ESTÃO MUITO AFETADOS PELA MÍDIA QUE TRAZ PORNOGRAFIAS DAS MAIS AGRESSIVAS QUE NEM MESMO OS ADULTOS DEVERIAM VER, NA MINHA OPINIÃO. ASSUNTO DE SEXO DEVE SER TRATADO, SIM, PELOS PAIS E SEUS FILHOS, COM NATURALIDADE, COM RESPEITO, SEM MALÍCIA, USANDO, ATÉ, SE NECESSÁRIO, UM LIVRO DE CIÊNCIAS DO CORPO HUMANO, EXPLICANDO AS SUAS CURIOSIDADES. DESTA FORMA APRENDERÃO DE MANEIRA SIMPLES, CLARA, SEM ACANHAMENTO. BASTA DE IMUNDÍCIA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo, Anônimo! Os programas explícitos na tv ultrapassam qualquer falta de ética, dissociam os verdadeiros sentimentos, distorcem o que deveria ser natural e respeitoso.

      E, nos colégios, percebo que os próprios educadores estão sem saber ao certo o que fazer!

      Vivemos um momento atípico e é preciso permanecer muito atentos para interferir sem medo sempre que julgarmos necessário!!1
      Abraços e Felicidades!

      Excluir
  9. Existe alguma forma de confirmar a utilização desse tipo de material nas escolas ? Existe uma forma de comprovar que esse livro foi aprovado pelo MEC ? Grato desde já.

    ResponderExcluir
  10. João Lopes, o movimento que aconteceu há dois anos na Câmara dos Deputados, amplamente divulgado (encabeçado pelo Bolsonaro), foi uma demonstração clara que o chamado "kit gay" estava, realmente, sendo utilizado em escolas no Brasil.

    Outra comprovação é a notificação ocorrida em Rondonia e Sergipe, pelo Ministério Público, solicitando o recolhimento das cartilhas (o link consta no artigo).

    A aprovação, após análise, por um grupo avaliativo da UFG - Universidade Federal de Rio Grande, tem ainda o pdf na web. A avaliação foi favorável à distribuição e aconteceu por um pedido do MPF.

    Oficialmente, foi divulgado que o material foi recolhido e não está mais sendo distribuído, havendo sido substituído por novas cartilhas, no âmbito municipal.

    Também me causa estranheza que alguns comentários estejam mencionando que as cartilhas AINDA estão circulando. Como o nosso país é imenso e com quase nada de fiscalização, isso não é de duvidar. Entretanto, não consegui até o momento nenhum nome de instituição onde isso esteja ocorrendo.


    As cartilhas publicadas na web das prefeituras de Salvador e São Paulo são bem fundamentadas, editadas em linguagem didática e acessível, com várias dicas de filmes, etc.

    No site da Editora Moderna ainda consta um pdf do Marcos Ribeiro, orientando de como trabalhar as cartilhas Mamãe, como eu nasci? e
    Menino brinca de boneca?

    Continuamos em alerta, acompanhando publicações e declarações.

    Qualquer coisa que souberes, por favor, comunica.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Eu nem posso crer ,estou horrorizada com estas cartilhas , eh verdade mesmo tudo isto q tem acima disposto para suposta educacao sexual dada pelo governo ?

    ResponderExcluir
  12. Sou avó, amo meus netos.... me causa asco saber que outras instituições, não a família, tente tomar para si a educação sexual das crianças, e dessa forma abjeta. São tempos apocalipticos e peço a Deus que livre meus netinhos dessa forma deturpada de " educar " .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. querida, também sou mãe e avó e posso entender todos esses seus sentimentos!!! O que aumenta a NOSSA RESPONSABILIDADE!!! É preciso, cada vez mais, estar perto e abrir espaços para que os jovens possam se abrir, contar de suas dúvidas e anseios e, assim, dar os bons e velhos conselhos de avós:
      - Espera, tudo vem no tempo certo! Amor ainda é a melhor aposta!
      - Não se deixe influenciar pelos conselhos dos outros! Siga seu coração!
      etc.
      Funciona, seu sinto!
      Abraços!!!

      Excluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sara Querida! Excluí teu IMPORTANTÉSIMO comentário porque, pelos critérios do blogspot, links direcionam automaticamente, não abrindo mais este artigo aqui.
      Assim, transcrevo o que enviaste, retirando o www do início.
      Assim:
      Mas agora me digam o que fazer quando esse tipo de livro é dado á uma criança de 7 anos num colégio católico (particular) ???
      facebook.com/Sara.Rabello.Malika.Azaah/posts/750541968297159?comment_id=91830903&offset=0&total_comments=5&notif_t=feed_comment

      Acabei de postar um novo artigo sobre o tema, inserindo TUDO o que postaste em tua página no face. Caso não concordares, avisa que retiro.

      De minha parte, só tenho a agradecer, pois há algum tempo não tinha como comentar concretamente sobre o que estava, efetivamente, sendo distribuído.

      Vamos construir juntas alternativas viáveis. O site do Procurador de SP - Escolas sem Partido, parece-me já ser uma bela alternativa.
      Participa do grupo TDAH Crianças que Desafiam. Vais poder ajudar muito!!!

      Desejo tudo de bom!
      (Adorável a barriga! Deus abençoe a todos!!!)

      Excluir
  14. SE FOSSE UM PROFESSOR, EM EXERCÍCIO PLENO DE SUA FUNÇÃO, QUE TIVESSE ELABORADO ESSA CARTILHA;SERIA DEMITIDO POR JUSTA CAUSA E PUNIDO COMO FOI A PROFESSORA QUE COLOCOU UM FILME QUE ACHAM QUE FAZ APOLOGIA AO CRIME.... POIS UMA PROFESSORA QUE DANÇOU EM PÚBLICO COM TRAJES EXTRAVAGANTES FOI DEMITIDA DA CRECHE ONDE TRABALHAVA. E AGORA??? ALGUÉM SERÁ RESPONSABILIZADO??? QUEM SERÁ PUNIDO??? TENHO CERTEZA QUE PROFESSORES EM EXERCÍCIO PLENO DA FUNÇÃO NÃO PARTICIPARAM E NEM AS FAMÍLIAS DOS ALUNOS....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! A mídia dá alguma publicidade, dizem que as cartilhas são recolhidas e acaba por aí!

      Excluir
  15. isso é inaceitavel, JAMAIS IMAGINEI QUE CHEGARIA A ESSE PONTO
    ,,,GOVERNO,TEM TANTAS COISAS MELHORES PARA
    OFERECEREM AS CRIANÇAS COM ESSA IDADE, ,MAIS SEMPRE OFERECEM PORCARIAS.PARA A POPULAÇAO.
    ALGUEM AI QUE ELABOROU ESSA CARTILHA TEM FILHOS NESSA IDADE? POR QUE SE TIVEREM DEUS TENHA MISIRICORDIA,; INASEITAVEL.....

    ResponderExcluir
  16. ESSA PORNOGRAFIA TODA TEM QUE ACABAR,,ANTES QUE VÁ PARAR NAS MãOS DEMAIS CRIANÇAS;
    ESSA POCA VERGONHA TEM QUE ACABAR,,,,,,,

    ResponderExcluir
  17. Atenção.

    Indico a todos que ficarem indignados com essa cartilha de "boas" intenções" do MEC que independente de religião, independente se ateus ou não, procurem se informar sobre o Priorado de Sião, se informem sobre a queda do czar da Rússia e a morte de toda sua família, e fazendo uma breve leitura sobre que relação existe entre esse fato histórico, sobre o controle mundial da imprensa, sobre o controle do governo da maior potência que já existiu, sobre o controle do cinema, sobre a economia, sobre os banqueiros, sobre as gravadoras, sobre programação cerebral de artistas da música, e outras cositas más e verão quem está por trás de tudo. Detalhe, há sempre uma clara intenção de atacar cristãos e a associação da imagem da cruz com pornografia e libertinagem sempre foi uma das marcas da cantora Madonna, para ficar em um exemplo, e lembrem do 1º gingle de sucesso dessa p. "like a virgen", agora recentemente vem sendo substituída pela Lady Gaga. É esse tipo de coisa que querem que a juventude veja e siga.

    É tudo sugerido pela elite mundial e assimilado pelas massas que acham que fazem as escolhas certas.

    Bagual.

    ResponderExcluir
  18. É um absurdo pensar que o governo quer destruir a educação que os pais tem que dar aos seus filhos.
    Sou casado há 4 anos e tenho uma filha de 1 ano e 3 meses e agora como eu sou pai, faço questão de conversar com ela e explicar com calma tudo que envolve sexo e responsabilidade, mas só quando for a hora certa e a hora certa pra isso acontecer o governo jamais vai saber porque o governo não se preocupa com ninguém... Sinceramente acho totalmente estúpido eles acharem que uma cartilha substitui o diálogo dos pais com os filhos e que isso é normal. Eles são ignorantes porque qualquer pessoa sabe que a sexualidade tem momento certo para ser discutida com os filhos como tudo nas nossas vidas tem o momento certo de acontecer... Sou totalmente contra essas cartilhas e sempre serei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos em sintonia, Rafael! Concordo contigo! Esta filosofia "contemporânea" de deixar os pais de fora de algo tão importante como é a criação de SEUS filhos é absurda! Sim, em alguns países isto já existe, mas é totalmente inadmissível! Temos de divulgar cada vez mais para que os pais se dêm conta do que representa deixar ao Estado a decisão de quais informações devem ser repassadas, mesmo em disciplinas opcionais, sem nem perguntar se aprovam ou não o conteúdo, a forma como tais informações serão repassadas!
      Muitos pais sequer sabem que nas disciplinas opcionais eles tem o direito de retirar seus filhos, isto é, os filhos não são obrigados a assistir!
      Claro que isto não resolve o problema.
      Conheci alguns casais que ainda estão na fase de ter muita inibição de abordar temas que envolvam sexo com os filhos. É para esses pais que deveria ser criado um programa de desenvoltura e não incutir nos pequenos pontos-de-vista que não representam o que muitas comunidades tem como sua flosofia de vida! Isto é um desrespeito ao direito de ser, de ir-e-vir! Direito cidadão de criar os filhos, passando-lhes os valores que são professados na família.

      Excluir
  19. Outro dia tive acesso a mais uma cartilha tão grosseira quanto as demais. Ainda não tive estômago para publicar. Coisas do nosso país: não consegui identificar o estado, nem os colégios-anos em que foram distribuídos. Mas, não dá para dizer que é forjado, não. Sério, um ministério (da educação) que vê o sexo de uma maneira tão grotesca, é mesmo de chocar! E pra refletir, que tipo de educação, que modelo de cidadão pensam em formar!!

    ResponderExcluir
  20. Respostas
    1. Concordo plena e totalmente! Outro dia assisti a um video onde crianças, reunidas para uma festa comunitária, promovida pelo prefeito, assistem a um show de uma atriz pornô!!! i-n-a-c-r-e-d-i-t-á-v-e-l! as crianças assustadas, sem saber o que fazer; as mães, com suas roupas e aparências simples, com uma expressão triste e em estado de choque, levando as crianças pelas mãos para longe dali! Tanta coisa absurda acontecendo!!! E essa "nova" cartilha a que me referi antes, não é coisa do passado, não! Vergonhoso! Invasivo! E ainda há quem lamente que o "programa" tenha parado (como tivemos de ouvir no horário político)!!

      Excluir
  21. Palmadas não pode...mas matar abortar pode... Presidenta atoa

    ResponderExcluir
  22. se minha neta chegar em casa com uma porcaria destas eu rasgo e queimo, isto é a pouca vergonha de um governo promiscuo que não atenta para nenhum valor familiar e ético... Absurdo, hoje não precisa aprender pra passar de ano, mas sexo eles querem ensinar?

    ResponderExcluir
  23. Olá Marise, eu assisti um vídeo em que dizia que essas cartilhas tiveram respaldo da ONU. Você sabe me dizer algo a respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu vi este video também, Iza. E, até onde sei, todas estas mudanças 'educacionais-inovadoras' passam mesmo pelo olhar da UNESCO (órgão da ONU). Mas, oficial, oficial mesmo, não sei dizer!
      Vamos pesquisar??
      Porque, se for, só faz piorar!!

      Excluir
  24. VAMOS FALAR A VERDADE, NO GERAL O BRASIL TEM UM POVO BESTA, QUE ACHA QUE FAZ MAIS ESTA AFOGADO EM SUA IGNORÂNCIA, NÃO TEMOS SAÚDE, TRANSPORTE, EDUCAÇÃO E NEM VONTADE DE ESTUDAR UM ASSUNTO PARA MELHORAR ESTE PAIS, VAMOS MORRER PAGANDO IMPOSTOS E INDO VOTAR EM UMA URNA ELETRÔNICA FORJADA, QUE TODO MUNDO SABE QUE NÃO FUNCIONA.
    POVINHO MANIPULADO PELA MIDIA, QUE FAZ O CERTO SER ERRADO E PRENDE QUEM FOR CONTRA, TENHO DÓ DA NOVA GERAÇÃO QUE CHEGOU E ESTA ACHANDO NORMAL TUDO ISSO QUE ESTÃO VENDENDO, VEJO CRIANÇAS SE PROSTITUINDO POR SIMPLES MODISMO, FAMÍLIAS SE DESFAZENDO PORQUE AS NOVELAS ESTÃO VENDENDO QUE DEVEMOS TER AMANTES, QUE NÃO DEVEMOS NOS PRENDER A UMA ÚNICA PESSOA.
    NOSSA QUANTO ASSUNTO A SE DISCUTIR, E A SAÚDE? E AS EMPRESAS PUBLICAS QUE ESTÃO SENDO FALIDAS? E O DINHEIRO DOS NOSSOS IMPOSTOS QUE ESTÃO EVAPORANDO EM LICITAÇÕES BILIONÁRIAS? COMO VOCÊ PODE COBRAR ISSO? JÁ PAROU PRA PENSAR? VOCÊ NÃO TEM COMO COBRAR ESTE ESQUEMA, ESTA CÂNCER NO NOSSO PAIS, AGORA AGUENTA ESSAS COISAS ABSURDAS QUE A FAMÍLIA BRASILEIRA TEM QUE ENGOLIR CALADO.
    SOMOS BESTA POR NÃO TER COMO COBRAR QUEM COLOCAMOS NO PODER, SOMOS BESTAS POR COLOCAR UM HOMEM PRA TOMAR CONTA DE UMA COISA QUE TODOS NOS DEVERIA ESTAR CUIDANDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tudo verdade! Esta passividade do povo brasileiro é realmente assustadora! E 'movimentar-se' não é somente ir às ruas com alguns cartazes e rosto pintado. Sim, isto também tem o seu valor, cria um movimento e uma consciência nacional de que tem quem se incomoda com o jeito que as coisas estão.
      Agora, as ações no dia a dia, dentro do lar, na escola, no supermercado, nos cinemas no shopping, no trânsito, ali é que se vê quem efetivamente é a nação. Quem controla a mídia? Nosso controle remoto!!! Se a audiência cai, os programas mudam! Quem controla os produtos envenenados-adulterados que nos vendem no supermercado? Nosso cartão de crédito, nosso dinheiro, nosso carrinho de compras! No momento em que determinado produto deixa de ser vendido, que o consumidor reclama (rede social, blog, Procon, jornal da cidade, com os vizinhos), este produto acaba sendo retirado e outro de melhor qualidade começa a surgir! E os filmes de violência e sexo, quem controla? Cada cidadão que deixa uma poltrona vazia no cine do shopping...e assim, um a um dos temas...moda, locais de turismo, tudo.
      O amigo tem toda a razão.
      Não adianta apenas falar contra, tem de mudar a atitude!
      Todos falam, por exemplo, de 50 tons de cinza...mas não deixam de ir ver!!! Agora vem o argentino Love, com a esposa, marido e uma garota de 17 anos na cama...mais uma vez, decênios após decênios, a mesma temática, tentando fazer a cabeça da população de que isso é "arte", "liberdade de expressão", "liberdade de escolha"... Sim, que publiquem o que uiserem! Meu dinheiro não foi - nem será - gasto para isso! Prefiro comprar pacotes de biscoitos vegan e entregar para crianças carentes!! Simples assim!!

      Excluir
  25. Amigos! Considero, sim, que muitos pais se indignaram em saber das cartilhas. E estão em seu pleno direito, pois, neste blog, também sentimos assim. Entretanto, comunico que os comentários contendo termos considerados palavrões, não serão publicados. Peço a compreensão! Abs e Felicidades!

    ResponderExcluir