quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

APÓIE OS CORAJOSOS MANIFESTANTES DO EGITO - ASSINE O MANIFESTO DA AVAAZ

Crise no Egito - O contra ataque de Mubarak

APÓIE O CORAJOSO POVO DO EGITO - ASSINE O MANIFESTO DA AVAAZ

Por Marise Jalowitzki
03.fevereiro.2011

Após dez dias de movimento, o povo do Egito, após contabilizar mais de 300 mortos e mais de 3 mil feridos, recebeu o apoio do exército, que declarou que não iria interferir na livre manifestação do povo.

Os manifestantes estavam de mãos dadas, cantando, quando aconteceu o contra ataque encomendado: milhares de pessoas que apóiam o regime de Hosni Mubarak, e a mando deste, dirigiram-se até o local onde se reuniam os manifestantes pró-mudanças e realizaram uma "chuva" nunca vista de pedras e porretes. A violência voltou a imperar. Dali um pouco, uma tropa, com cavalos e camelos, galopou em meio a multidão, ferindo a muitos.

Infelizmente, a mão que segura o cetro do poder, mais uma vez, em mais uma nação, não se decide a sair pacificamente.

Mubarak contra ataca a vitória do movimento pacífico com policiais a paisana e profissionais sobre cavalos e camelos para agredir os pacíficos manifestantes egípcios. Diz-se que são trabalhadores de perto das pirâmides, que recebem baixíssimos salários, que concordaram em dispersar e atacar os manifestantes no Cairo. Também há notícias de que as prisões foram abertas para que os criminosos, soltos, fossem bater nos manifestantes que, há dez dias, impõem sua presença sem armas.

Agora o quadro mudou e está muito tenso. As tropas do exército tentam estabelecer espaços geográficos onde cada facção - os que querem a saída imediata do governante e os que são a favor da continuidade do regime - possam permanecer, sem que haja confrontos físicos.

A Irmandade Muçulmana, alijada do governo de Hosni Mubarak, agora está sendo convocada para negociar com o mandatário, mas eles enxergam este convite com reservas, temendo maiores retaliações.

Os nossos desejos são de que a solução venha pacífica e que não se escreva mais esta página da história da humanidade à custa do sangue dos legítimos anseios do povo.

Alguns jornalistas brasileiros já foram expulsos do Egito.

Manifeste-se. Assine a petição da Avaaz.


----- Original Message -----
From: "Ricken Patel - Avaaz.org" avaaz@avaaz.org
Subject: Fwd: Apoie o Egito

Caros amigos,



Manifestantes egípcios corajosos irão determinar o que irá prevalecer no Egito e região: a tirania ou a democracia. Eles apelaram para a solidariedade internacinonal – vamos demonstrar um apoio massivo e pedir para os nossos governos apoiarem eles também:


Sign the petition!

Milhões de egípcios corajosos estão enfrentando uma escolha crítica. Milhares foram presos, feridos e mortos nos últimos dias. Mas se eles insistirem em se manifestar de forma pacífica, eles poderão acabar com décadas de tirania.

Os manifestantes apelaram para a solidariedade internacional, mas a ditadura sabe que a união faz a força em um momento como este, portanto eles estão desesperadamente tentando isolar os egípcios do resto do mundo e desunir a população completamente, bloqueando a internet e telefones celulares.

Redes via satelite e rádio ainda podem driblar o apagão do regime -- vamos inundar estes canais de comunicação com um chamado de solidariedade para mostrar aos egípcios que estamos com eles, e que nós exigiremos um posicionamento dos nossos governos para apoiá-los também. A situação está por um fio -– cada hora conta -- clique abaixo para assinar a mensagem de solidariedade e depois encaminhe este email:
https://secure.avaaz.org/po/democracy_for_egypt/?vl

O poder popular está se espalhando pelo Oriente Médio. Em dias, manifestantes pacíficos derrubaram a ditadura de 30 anos da Tunísia. Agora os protestos estão se espalhando para o Egito, Iêmen, Jordânia e além. Isso pode se tornar a derrubada do muro de Berlim do mundo árabe. Se a tirania for derrubada no Egito, uma onda democrática poderá se espalhar por toda a região.

O ditador egípcio Hosni Mubarak tentou esmagar os protestos. Mas os protestos continuam, com uma coragem e determinação incríveis.

Há momentos no planeta em que a história é escrita não pelos poderosos, mas pelo povo. Este é um deles. As ações dos egípcios nas próximas horas terão um efeito massivo no seu país, região e no mundo. Vamos congratulá-los com um manifesto de solidariedade, mostrando que estamos ao lado deles nesta luta:
https://secure.avaaz.org/po/democracy_for_egypt/?vl

A família de Mubarak já fugiu do país, mas neste fim de semana, ele colocou o exército nas ruas. Ele prometeu tolerância zero para o que ele chama de “caos”. De qualquer forma, a história será escrita nos próximos dias. Vamos usar este momento como exemplo para cada ditador no planeta, mostrando que eles não vão durar, frente à coragem de um povo unido.

Com esperança e admiração pelo povo egípcio,

Ricken, Rewan, Ben, Graziela, Alice, Kien e toda a equipe da Avaaz

APOIE O POVO DO EGITO


Assine o manifesto

Nós apoiamos o povo do Egito em sua busca por liberdade e direitos básicos. Pedimos o fim da repressão e do bloqueio da Internet, e uma reforma democrática imediata. Nós pedimos aos nossos governos que se juntem a nós em solidariedade ao povo do Egito.
 

Até as 18h27min 591,012 pessoas assinaram a petição. Vamos conseguir 1,000,000

 
Os protestos no Egito podem por fim a três décadas de um governo repressivo, trazendo finalmente a liberdade e democracia ao Egito.

O regime de Mubarak está tentando esmagar os protestos cortando duas fontes cruciais de mobilização: a informação e a solidariedade. Mas apesar da Internet estar bloqueada, as rádios egípcias e os canais de televisão via satélite ainda conseguem receber transmissões de fora do país - por isso, a Avaaz vai trabalhar com os meios de comunicação cujas mensagens chegam a todo o Egito, para circular o número de assinaturas deste manifesto de solidariedade, juntamente com mensagens de apoio do mundo inteiro, para o povo do Egito.

Cada hora conta. O que acontecerá a seguir depende de todos nós. Vamos apoiar o povo egípcio nas ruas e lançar um chamado ensurdecedor contra a corrupção avassaladora e a repressão política, e a favor da reforma democrática. Assine este manifesto de solidariedade - e divulgue esta campanha!

Avise Seus Amigos

Nenhum comentário:

Postar um comentário